Você está em: Home > Artigos > Aldeia Global para quem fala inglês

Imprimir página - Versão para Impresão

Artigos

Aldeia Global para quem fala inglês

Florianópolis, 14 de janeiro de 2011.

Foto: Herbert Marshall McLuhanEsse termo, Aldeia Global, foi criado pelo sociólogo canadense Herbert Marshall McLuhan, então professor na Escola de Comunicações da Universidade de Toronto.

Na década de 60 o conceito de Aldeia Global em que a tecnologia transformaria o mundo numa única aldeia, parecia ficção científica.

Imaginar hoje como será o Brasil em 2022, ano em que se comemorará 200 anos de independência, será mais do que ficção científica pela velocidade com que as mudanças estão ocorrendo.

Imagem: Mundo GlobalizadoHoje com a tecnologia da informação, do aprendizado, das relações sociais, através de ferramentas como Facebook, Skype, Google, Wikipedia, WikiLeakes, já vivemos além do que foi um sonho nos anos 60.

(1) Leia depois o artigo: "Sei que eu e você somos gotas no oceano";

Nesse cenário nós brasileiros temos algumas vantagens, pois conseguimos manter nossa unidade territorial, política, cultural, de idioma e costumes locais. Cada recanto do Brasil tem suas diversidades, sabores e jeitos de ser diversos.

Foto: BahianaCurtimos e preservamos estes encantos e maneiras características de cada estado brasileiro com seus sotaques, hábitos e tradições.

Construímos uma grande democracia, por mais fragilizada que as mazelas das velhas raposas políticas ainda mantêm.

Foto: Gaúcho tomando chimarrãoA velha aristocracia escravocrata que há muito tempo se coloca acima do bem e do mal, desprezando leis e a dignidade de toda a população continua em alguns estados e municípios. Mas o futuro que se avizinha, não aceitará mais essa realidade.

 

Governos e empresas que não estiverem sintonizados com isto estão com seus dias contados.

Foto: ÍndiaAo viajar pelo Brasil nós constatamos, nos nomes das cidades, das ruas, dos lagos, dos rios, a forte influencia tupi-guarani, que deverá, no meu ponto, de vista ser mais estudada e compreendida.

 

 

O moderno, o novo, o futuro não anulam as origens, as influências, o caminho percorrido no passado, de um Brasil construído através da influencia portuguesa, indígena, africana, árabe, judaica, italiana, alemã, japonesa e de mais de uma centena de países.

Neste cenário, entretanto, corremos um grande risco de nos atrasarmos no processo de inclusão na Aldeia Global, por não falar inglês.

(2) Leia depois o artigo: "O novo mundo do aprendizado on-line e o enterro da velha Universidade"

Um dos gargalos do processo de desenvolvimento brasileiro é o apagão de mão de obra, por não se ter investido fortemente em educação e saúde. O nosso Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é simplesmente desastroso.

A língua do mundo global nos séculos XX e XXI foi e é o inglês, apesar de o gigante da economia mundial do século XXI, falar o mandarim.

As famílias bem formadas tem consciência de que seus filhos se não tiverem uma proficiência na língua inglesa estarão automaticamente excluídos da vida na Aldeia Global.

Ter a língua inglesa como se fosse a primeira língua é possível e não afetará toda a cultura e os hábitos da evolutiva sociedade brasileira.

A escola de inglês Teddy Bear está chegando a São Paulo para sanar esta lacuna.

Foto: Luciana Teddy Bear

A Teddy Bear, a 1ª Escola de inglês especializada para crianças e adolescentes do Sul do Brasil estende-se hoje por Santa Catarina, Paraná e São Paulo em suas 8 unidades.

A escola Teddy Bear trabalha com os alunos até a adolescência, com uma metodologia própria de ensino para crianças a partir de 02 anos. O que a deixa única no mercado. Assim, em seus 20 anos, a Escola formou diversos jovens que entraram bebês e saíram bilíngues fluentes.

Investindo em qualidade e treinamento de profissionais, sustentando inclusive uma parceria com a Editora Oxford, a rede dá ênfase à aprendizagem oral e à fidelização de seus alunos.

Foto: Apresentação Bearfest - Teddy Bear

Em um contexto que envolve brincadeiras e jogos pedagógicos, que simulam situações reais, os alunos da Teddy Bear também aprendem o inglês através da culinária, da jardinagem e da dramaturgia. A Escola, inclusive, lançou um evento importante, a "Bearfest", festival anual (em sua 20ª edição), onde os alunos apresentam peças musicadas em inglês em grandiosa produção cenográfica.

Aprender através de viagens a outros países é um processo agradável e gostoso de se praticar a língua compartilhando e brincando com outras crianças da mesma idade.

Viajar duas vezes por semana a Teddy Bear é ir duas vezes por semana ao exterior, vivenciar estas fantásticas viagens.

Welcome to Teddy Bear world.

Neste contexto tenho a satisfação e o orgulho de compartilhar a todos vocês que estou a frente da unidade Teddy Bear São Paulo - Vila Nova Conceição.

Dedicarei todo o meu esforço a estas crianças que a partir dos dois anos estarão se preparando para construir um Brasil inserido na Aldeia Global e que ocupe um papel de liderança mundial.

Foto: Palestra Airton Pouso Matos - Teddy Bear

(3) Leia depois o artigo: "Elisa e a escola Teddy Bear"

Nossa unidade estará sendo inaugurada em fevereiro de 2011 e está localizada na Rua Coronel Artur de Paula Ferreira, 110, na Vila Nova Conceição em São Paulo. Informo também a outra unidade da escola Teddy Bear na Rua dos Macunis, 485, Alto de Pinheiros.

A coordenação pedagógica de nossa unidade está a cargo de Mirela Cunha Cardoso Ramacciotti.

Aguardem meu convite para uma visita especial.

 

Links dos artigos relacionados, e que sugeri que leiam:

  1. Artigo: "Sei que eu e você somos gotas no oceano"
  2. Artigo: "O novo mundo do aprendizado on-line e o enterro da velha Universidade"
  3. Artigo: "Elisa e a escola Teddy Bear"

Geraldo Leal de Moraes

Consultor de Estratégia Empresarial e Educação Corporativo.

Copyright© 1973-2011 mcaconsult.com.br - Todos os direitos reservados.

MCA Consult - Telefones: São Paulo: +55 (11) 3881-4659 / Santa Catarina: +55 (048) 3207-8950, +55 (48) 9621-7564

Topo