Você está em: Home Home > Artigos > Cartas > 4º - Carta ao Presidente do Povo Brasileiro.

Imprimir página - Versão para Impresão

Cartas

 

Com cópia para os meus   Amigos e Amigas.

Exmo. Sr. Presidente da República.

Sr. Luiz Inácio Lula da Silva.

Estamos às vésperas da comemoração da data da Proclamação da República e a um ano das próximas eleições, e isto me impulsiona a escrever mais uma vez ao senhor. 

Esta carta tem um caráter mais pessoal, apesar de nunca ter tido a oportunidade de um contato pessoal, mas temos alguns conhecidos em comum. 

Esta carta só tem significado se lida no contexto das três primeiras cartas e houver um esforço de se lembrar às circunstâncias nas datas em que foram escritas. 

Esta é a quarta carta aberta que lhe envio.

As três primeiras estão nestes links: 

1ª Carta, 2ª Carta e 3ª Carta

Bem como as 2 respostas de sua assessoria: 

Resposta da 1ª e 2ª cartas, Resposta da 3ª Carta

Há um entendimento de que, quando nos manifestamos, nos revelamos, mostramos o que somos, o que pensamos, e criamos expectativas aos outros. Quando esta manifestação é verdadeira, autêntica, espontânea e livre, e é feita com amor, cria-se um clima de envolvimento. O entusiasmo de quem se comunica é sempre contagiante e fica marcado no decorrer do tempo. Quando esta comunicação é oportuna, bem feita, apropriada e até profissional, mas destituída de verdade, autenticidade e espontaneidade pode até criar um clima de esperança e convencimento, mas não se sustenta ao longo do tempo.

Do Presidente Lula, já ouvi de tudo: do elogio rasgado às críticas mais severas, da admiração ao desprezo, da esperança incontida ao medo assustador, da constatação de um homem que se supera as reprimendas a erros que repete. Mas este lado juiz, que todos temos, não nos leva à essência das coisas e é um pouco reflexo do que cada um de nos é. 

Todos nós temos uma coisa em comum, que nos une, querendo ou não. Todos nós vivemos na mesma nação, e cada brasileiro é tão ou mais importante que o Presidente da República, cada um de nós é um elo de uma mesma corrente. Esta corrente tem cento e oitenta milhões de elos que fazem a força da nação ou manifestam as muitas fraquezas. Portanto, achar que alguns elos são mais importantes que outros é repetir a atitude discriminatória de sempre, e não reconhecer que somos todos, parte de uma verdade maior. 

O sonho de todos os excluídos é estar incluído nesta nação, com dignidade, com moradia, com direito à educação, à saúde, à segurança, ao saneamento básico e à justiça. Meu caro Presidente é claro, que hoje o Estado Brasileiro está sufocando a Nação Brasileira na sua vocação de crescimento e de sociedade sustentável. Um Estado que retira 40% dos recursos da economia para manter uma máquina corrupta e corruptora, que já envolveu, senão todos, a grande maioria dos membros do PT e dos seus aliados. Um sistema político que só visa à conquista do “puder” pelo “puder”, para uso próprio e indevido pelos seus membros. 

Estamos no limite de uma situação insustentável, que requer das lideranças atuais, atitudes firmes e claras na direção de se atacar os grandes males: 

  1. Uma infra-estrutura de transporte, energia e portos em degeneração e abandonada.
  2. Um descalabro nas áreas de educação, saúde, saneamento básico e meio ambiente.
  3. Uma burocracia que anestesia e pára as atividades do Estado, criando dificuldades e gerando facilidades para alguns, através da propina.
  4. Um custeio caríssimo da máquina funcional do Estado, para uma péssima e inexistente prestação de serviços (há exceções), que desrespeita a população com greves e descaso.
  5. Uma dívida pública interna e externa crescente, e de forma preocupante.
  6. Uma taxa de juros que inibe qualquer investimento sadio.

Este trabalho requer ações rápidas das verdadeiras lideranças nacionais, que estejam acima de interesses pessoais, eleitorais e partidários. O momento requer um chamamento a uma união de todos os brasileiros, e uma ação eficaz que permita a realização das reformas tributária, fiscal, política, eleitoral, previdenciária e trabalhista com urgência. 

Este trabalho requer ações rápidas das verdadeiras lideranças nacionais, que estejam acima de interesses pessoais, eleitorais e partidários. O momento requer um chamamento a uma união de todos os brasileiros, e uma ação eficaz que permita a realização das reformas tributária, fiscal, política, eleitoral, previdenciária e trabalhista com urgência.

Neste contexto, há necessidade de medidas eminentes e permanentes que visem os verdadeiros interesses da Nação e da população. E isto só se faz se houver uma convergência das pessoas de caráter, dignas e íntegras, que este país tem, apesar de estarem sufocadas por gangs que dominam o Estado e a Política.

Meu caro Presidente, um governo de união nacional com homens ilibados e capacitados na gestão da “res publica” e acima dos interesses partidários poderia reiniciar a condução do Brasil para o seu destino de vir a ser uma nação grande, rica, justa e feliz. Creio, meu caro Presidente, que se houver de sua parte, uma disposição de realmente atender às esperanças que foram depositadas em suas mãos e liderar esta ação nos meses que faltam a seu mandato poderia vir a registrar seu nome na história do Brasil como um elo forte da corrente. Dedique-se ao seu mandato até o último dia.

Temo, caro Presidente, que se o seu objetivo é o da reeleição, uma grande oportunidade será perdida. Releia as cartas anteriores que lhe enviei. Analise bem quem são seus aliados atuais. Renan Calheiros, José Sarney, Waldemar Costa Neto, José Janene, Pedro Henry, Pedro Corrêa, Bispo Rodrigues, e outros. As pessoas mais sérias do PT já deixaram o partido, os sérios que continuam no PT estão sendo oprimidos pela atual liderança que destruiu um sonho de muitos. O pessoal do PSOL que o diga.

Não desejo a volta de Fernando Henrique ou Serra, e creio que a maioria das pessoas também não o deseja. Esta seria a escolha do mal menor, em um embate político com o senhor. Seria um atraso para o Brasil.

Que a desilusão, a desconfiança e, principalmente, a perda na credibilidade nos atuais governantes e sistemas não nos leve a uma direita tipo Berlusconi, com o sempre apoio oportunista do PFL, e o espírito de ave de rapina de alguns de seus principais lideres.

Os militares já aprenderam o grande engano de terem sido empurrados para uma ditadura, não entrariam em uma outra aventura.

Meu caro Presidente Lula, com os ventos favoráveis da economia mundial, nosso crescimento hoje estaria em 8% a 10% do PIB, na condução de uma política que tivesse realizado e tivesse tido uma condução mais objetiva.

O governo não estaria refém do sistema financeiro, que ganha uma fortuna sem riscos emprestando ao governo para manter este crescimento pífio do PIB de 3%.

Peço que Deus o inspire neste momento, pois só o senhor poderá decidir seu destino, que influenciará toda a corrente que formamos, a nação brasileira. Lembro-me de meu pai, que muitas vezes dizia a oração do momento: “Senhor livrai-me de meus amigos, pois de meus inimigos sei me defender”. Desejo-o sucesso em seu final de mandato, meu caro Presidente.

Quero parabeniza-lo pela postura e declaração à imprensa por ocasião da visita ao Brasil do Presidente dos Estados Unidos da América, creio que foi uma oportunidade muito bem aproveitada para aproximação dos paises e seus povos respeitando-se as diferenças de ambos e os pensamentos dos atuais ocupantes dos cargos. Foi digno de um estadista.

Eu continuo tentando fazer minha parte a cada dia, com a certeza da construção de um Brasil melhor, procurando agir com profissionalismo, procurando me capacitar cada vez mais e ter a liberdade de tentar ser cada dia mais digno e ético.

Tenho certeza que, também, vocês meus amigos, como os elos importantes da cadeia que é a nação brasileira, estão fazendo sua parte. Pois sabemos que os governantes passam e passam rápido e a Nação Brasileira continua seu caminho de evolução e desenvolvimento.

E apenas para dizer que tenho também preferências, pontos de vistas e desejos, gostaria de ver como próximo presidente do Brasil, daqui a um ano, o atual governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e ainda este ano, como tri-campeão mundial de futebol, o meu São Paulo Futebol Clube.

Um Grande Abraço e Até Sempre.

Copyright© 1973-2011 mcaconsult.com.br - Todos os direitos reservados.

MCA Consult - Telefones: São Paulo: +55 (11) 3881-4659 / Santa Catarina: +55 (048) 3207-8950, +55 (48) 9621-7564

Topo