Você está em: Home Home> Artigos > Cartas > Mensagem de Páscoa. 3º - Carta ao Presidente do Povo Brasileiro.

Imprimir página - Versão para Impresão

Seção

Mensagem de Páscoa.

3º - Carta ao Presidente do Povo Brasileiro com cópia para os meus Amigos e Amigas.

 

Exmo. Sr. Presidente da República.

Sr. Luiz Inácio Lula da Silva.

 Meu caro Presidente do Povo Brasileiro.

Inicialmente desejo que tenha uma feliz páscoa.

Esta é a terceira carta aberta que lhe envio.

As duas primeiras estão nestes links: Carta ao Presidente do Povo Brasileiro, 2º - Carta ao Presidente do Povo Brasileiro, bem como a amável resposta de sua assessoria Resposta da Presidência da República, da 1º e 2º cartas.

 

Esta é uma carta de reflexões ao momento social, político e da economia brasileira e de apoio ao esforço enorme que se exigirá do seu desempenho no cargo.

O desejo e sonho de todo cidadão, por menos que seja  esclarecido, é ter perspectiva de uma vida melhor, de estar inserido em uma comunidade com mais qualidade de vida, onde possa sobreviver com dignidade e esperança, e se possível participar  e colaborar com trabalho e atitude digna e ética.

O brasileiro, em sua simplicidade e nível atual de informação e consciência, fica feliz com muito pouco e tem uma atitude que o mundo admira, o otimismo e a certeza de estar em um país rico e de futuro.

Este otimismo e grau de desprendimento geraram um astral positivo e de credulidade, e porque não dizer também, de ingenuidade em seu destino.

O maior bem de um brasileiro, conforme suas próprias palavras, meu caro Presidente, em um de seus improvisos, “é de ter nome limpo e não perder o crédito”, pois ele representa sua honra e sua dignidade, talvez seu único capital.

Esta chama está se apagando, está tênue em função das tendências perigosas de uma explosão social e uma crise de auto-estima do povo brasileiro.

A violência, a injustiça social e a miséria se aceleram no quadro atual.

Rui Barbosa diria “o sino não é responsável pelo incêndio que anuncia”.

Reclamar da herança maldita, do fechamento político e da economia na época da ditadura militar, do descontrole inflacionário de Sarney e PMDB, da abertura abrupta de Collor,da implantação do real no governo Itamar graças às ações firmes de Ricupero, e do inchaço da divida publica, aumento brutal da carga tributaria e juros do governo Fernando Henrique não levam a nada.
Meu caro Presidente, Seus méritos são grandes, sua transformação e evolução como homem, cidadão, negociador, dirigente e líder incontestáveis.
Sua espontaneidade e capacidade de articulação são fabulosas.

A reflexão que gostaria de fazer é de que o senhor está presidente, está num processo que tem inicio, meio e fim. Seu cargo e responsabilidades são transitórios.

Daqui a poucos anos com certeza será um ex-presidente, daqui  mais alguns anos um ser que passou como todos pela vida.

Se tivermos um pouquinho de visão e percepção histórica daqui a 10 anos estaremos perguntando. Como foi a passagem de Lula pela presidência? Em que contribuiu para evolução do País? Quais as mazelas que deixou?

A lembrança e a história registrarão sua obra, seu exemplo, sua coerência e a qualidade de ser humano que foi.

Todos os que passam pelo seu cargo, percebem que um presidente não pode tudo, que a máquina e o sistema o engessam e cobram muito de dignidade àqueles que só tem por objetivo ficar no poder. O preço diria é impagável para quem tem vergonha na cara.
Meu caro Presidente,

O senhor sabe quais as reformas devem ser feitas.

O senhor sabe que o grande risco hoje, o ponto de ruptura, para um atraso e mergulho em uma crise profunda de toda a nação brasileira, (que tem sintomas claros de um quadro de guerra civil e emergência, veja os hospitais no Rio de Janeiro, a Febem em São Paulo) está na máquina estatal, que vive para si, é incompetente gerencialmente, endemicamente corrupta, cabide de interesses políticos e consome toda a absurda arrecadação atual.
 

Caro Presidente,

No ultimo ano de seu governo o custeio da máquina publica aumentou, os cabides de empregos também e não houve melhoria da prestação de serviços ou capacitação de gestão.
O senhor sabe, também, que este estado de coisas é interessante ao crime organizado e a uma pequena parte da população (as muitas máfias) que se locupletam desta situação, pois estão no “puder” e a seus “amigos” que garantirão um lugar no governo com sua reeleição. O poder pelo poder.
Entramos no circulo vicioso aumento da taxa de juros para inibir inflação reprimindo demanda e investimento, com o conseqüente aumento da dívida externa e interna e a necessidade de aumento de arrecadação para pagamento das dívidas e do aumento dos gastos publico.

Tudo isto para não se fazer às reformas política, fiscal, previdenciária, sindical, trabalhista, que podem desagradar ao “status quo” do poder. Não enfrentar a dura realidade do que precisa ser feito para não  desmontar o esquema da reeleição.

Agora gostaria de expor uma reflexão pessoal.

É um ponto de vista, não é dogma, não é verdade, não é conselho.

O cargo de Presidente é passageiro. O Presidente está temporariamente no cargo. Ele tem 4 anos para através de sua liderança (a verdadeira liderança é aquela que é aceita, e exercida em nome dos lideres), exercer influencia e conduzir mudanças que venham atender os anseios da população e melhorar suas condições e qualidade de vida. A autoridade é reconhecida quando da excelência no planejamento e seu programa de governo e capacidade de gestão e implementação.
A tendência do “status quo” é impedir estes avanços em nome de uma governabilidade de quem tem o “puder” na mão. Uma burocracia que não segue as diretrizes do presidente, uma classe política que exige mais cargos e verbas para deixar de ameaçar a governabilidade. Uma oposição cega que ao menor escorrego quer o “impeachment” para valorizar sua postura partidária e eleitoral.

 

Meu caro Presidente,

Eu não acredito em segundo mandato, nem  no seu, nem no de  ninguém.

As democracias em todo mundo mostram o desgaste e os desastres dos 2º mandatos.

O Senhor está no meio do primeiro mandato e em função de uma possível reeleição em acordos políticos com aqueles que de fato detém o “puder” e a máquina para seu único objetivo de “puder”. Eles são os mesmos de sempre.

Caso reeleito, não terá condições de governar, pois o segundo mandato já estará comprometido e o Brasil parado e loteado a estes donatários das sesmarias, que começarão a desligar-se do senhor para poderem com classe descarta-lo.

Caro Presidente do Povo Brasileiro.

Sua capacidade de liderança é ainda uma esperança a maioria do povo brasileiro.

Todos aqueles que são excluídos da vida econômica, da dignidade de ser cidadão reconhecido e inserido na sociedade só almejam uma coisa. Estarem inseridos.

Em um de seus improvisos o senhor disse que não governa pensando na reeleição, mas no crescimento econômico do Brasil.

O crescimento econômico será conseqüência de uma sociedade mais justa, eqüitativa e mais evoluída.

Tenho trabalhado neste mês com treinamento de liderança com presidentes de Rotary Clubs de Santa Catarina (D-4651), o lema do ano 2005/2006: “Dar de Si, antes de Pensar em Si”.

O Rotary  comemora seus 100 anos quando de um grupo de 5 companheiros, que se tornaram 1.300.000 companheiros no mundo inteiro, atuam pela paz e compreensão  mundial e em serviços profissionais que valorizem a ética profissional e apoio a necessidades das comunidades locais.

 

O companheiro Paul Harris, fundador de Rotary é cada vez mais conhecido.

Ele é reconhecido pelo que foi?

Ele era um homem simples e sério do interior.Um homem com valores éticos.

Ou ele  é reconhecido pela obra e missão que deixou?

 

Em Rotary temos a prova quádrupla.

Do que nós pensamos, dizemos e fazemos.

É a verdade?

É justo para todos os interessados?

Criará boa vontade e melhores amizades?

Será benéfico para todos os interessados?

 

Meu companheiro Lula, permita-me assim chamá-lo,

É meu mais profundo desejo que venha ser reconhecido não pelas suas virtudes e valores, mas pela obra que venha a deixar.

Um Brasil mais justo, organizado e com perspectivas de vir a ser Nação de Primeiro Mundo.

Não negocie o que deve ser feito, por um mandato.

A historia haverá de julga-lo.

Que tenha uma feliz páscoa e as bênçãos de Deus para que possa, neste momento difícil de decisões, ter paz e discernimento  para melhor decidir e colaborar para o desenvolvimento do Brasil, que sei é seu desejo maior.

Meus amigos e amigas vamos nós, também, fazer a nossa parte e sair do discurso de que o Brasil não tem jeito.

 

Um Grande Abraço e Até Sempre.

 

Leia o artigo de 06/08/2008 "Só erra quem faz"

Copyright© 1973-2011 mcaconsult.com.br - Todos os direitos reservados.

MCA Consult - Telefones: São Paulo: +55 (11) 3881-4659 / Santa Catarina: +55 (048) 3207-8950, +55 (48) 9621-7564

Topo